Qual o seu tipo de olheira e como tratá-la? Qual o seu tipo de olheira e como tratá-la?

BLOG

Qual o seu tipo de olheira e como tratá-la?

Uma mulher branca, de olhos e cabelos escuros, vê seu reflexo no espelho de um banheiro. Seus cabelos estão enrolados numa toalha cinza e suas mãos pressionam dois adesivos brancos posicionados sobre suas olheiras. O fundo da imagem é cinza.
29 de outubro de 2021

Uma noite mal dormida, hormônios em fúria e até a temida herança genética. Tudo isso pode originar as olheiras, que são um dos principais incômodos estéticos. Isso acontece porque suas manchas características, que abalam a autoestima, provocam um semblante cansado e mais envelhecido.

Apesar de existirem diferentes tipos de olheiras, é possível tratar esse problema de forma eficiente através de procedimentos minimamente invasivos. Te contamos tudo sobre esse assunto neste artigo!

Por que surgem as olheiras?

Como adiantamos no início, insônia, alteração hormonal e fatores genéticos são algumas das principais causas das olheiras, além do estresse diário, reações alérgicas, tabagismo, mudanças bruscas de peso e o processo natural de envelhecimento. Então, é importante contar com uma opinião médica especializada para diagnosticar o motivo do problema em cada organismo, já que isso varia de pessoa para pessoa.

Quais são os tipos de olheiras?

Sim, existem diferentes tipos de olheiras. Elas são classificadas em quatro grupos, de acordo com estudos especializados no assunto. Há ainda um caso específico que muitos pacientes confundem com olheira, mas que não é.  

Pigmentares

Surgem como reflexo do excesso de melanina – a proteína responsável pela coloração da pele – no contorno dos olhos, gerando manchas marrons.

Vasculares

Escurecidas, têm manchas arroxeadas muito características. São causadas por circulação sanguínea ruim, especialmente em pessoas com pálpebras claras e finas, bem como falta de sono e descanso inadequado.

Profundas

Comum em quem perdeu muito peso de forma rápida, ocorre pela falta de volume na região e se reflete na aparência de “olho fundo”.

Mistas

A mais comum de todas, essa é a combinação dos outros tipos de olheiras. 

Inchadas

As bolsas que surgem na pálpebra inferior não são consideradas olheiras, apesar de conferirem um aspecto cansado à face. Esse inchaço é culpa da gordura e da flacidez, que podem agravar olheiras existentes quando afetam os vasos sanguíneos da região.

Tratamentos para olheiras

Se existem vários tipos de olheiras, também existem vários tipos de tratamento! Logo, tudo começa na consulta com um especialista, que vai avaliar o caso individualmente para poder determinar o procedimento mais adequado.

Laser fracionado

O laser fracionado é recomendado para olheiras pigmentares, pois ajuda a clarear o contorno dos olhos. Os feixes de luz dessa tecnologia fazem a quebra da melanina e estimulam sua absorção pelo organismo.

Preenchedores

O preenchimento com ácido hialurônico é feito em olheiras profundas, quando é essencial devolver volume e melhorar a produção de colágeno. Outra consequência do tratamento com preenchedores é o clareamento de manchas.

Ultraformer

Quando existem as bolsas de gordura, uma opção é o Ultraformer, tecnologia que conta com um protocolo específico para a região dos olhos. Com o ultrassom microfocado, ele reduz a flacidez, elimina a gordura e estimula a produção de colágeno nas pálpebras.

Blefaroplastia e mini lifting melhoram olheiras?

A blefaroplastia, também conhecida como cirurgia de pálpebras, ajuda principalmente nos casos de “olheiras inchadas”, pois remove as bolsas de gordura. Pode ainda ser associada a um dos outros tratamentos nos casos em que o paciente apresenta manchas.

Já o mini lifting, ou lifting de sobrancelha, é um procedimento cirúrgico que firma a pele da testa e corrige assimetrias, assim como o olhar triste causado pela flacidez. Ele é indicado para um rejuvenescimento do olhar, pois melhora os “famosos pés de galinha”, mas não para olheiras especificamente.

Agora que você já sabe tudo sobre esse problema, que tal agendar uma avaliação para melhorar a sua autoestima?

Nossa bio

icone-menor-dra-sheila-matielo

A Dra. Sheila Matielo (CRM 28.882) é graduada em Medicina pela Universidade de Passo Fundo (UFP) com especialização em Nutrologia e Medicina Estética, e com pós-graduação em Dermatologia. ?‍⚕

Assine a Newsletter

Nossas Tecnologias Nossas Tecnologias

Desfrute a beleza de bem-estar

Tratamentos e protocolos específicos para a saúde da sua pele.

Topo
Open chat