A Covid-19 causa alopecia? A Covid-19 causa alopecia?

BLOG

A Covid-19 causa alopecia?

um homem branco, de cabelos e barba escuros, olha para um espelho redondo com semblante preocupado. Sua mão esquerda está na cabeça, onde existe uma falha no couro cabeludo. Ele usa uma camiseta cinza e o fundo da imagem é branco, desfocado.
09 de abril de 2021

Pesquisas recentes têm apontado que a queda de cabelo é um efeito colateral da infecção pelo coronavírus. A Covid-19 pode causar, ou agravar, casos de alopecia, que são registrados até três meses após o fim da doença em 20% dos pacientes curados.

Mas calma, a perda dos fios não se difere muito daquela causada por outras doenças e infecções. Além disso, existe tratamento e os resultados são a melhora da saúde dos fios e a devolução da autoestima. Confira!

Por que a Covid provoca alopecia?

Quando ficamos doentes, é normal haver uma queda dos fios alguns meses após a doença, tanto por causa do estresse metabólico causado ao organismo quanto como reflexo da resposta imune do corpo, que foca em combater o vírus e não em funções menos essenciais (como o crescimento do cabelo). O diferencial é que, na Covid, a queda é precoce e chamativa.

Ou seja, se perde muito cabelo em pouco tempo, com tufos caindo no chuveiro, no travesseiro, na hora de fazer um penteando etc. Esse período de descontrole pode abrir “clareiras” no couro cabeludo, deixando espaços visíveis: a temida alopecia.

A origem específica desse fenômeno ainda não foi descoberta, mas entre algumas hipóteses estão: uma reação autoimune contra os folículos capilares; uma reação cruzada envolvendo antígenos do coronavírus e do corpo humano; estresse psicológico; e redução do oxigênio nas células.

O que é alopecia?

O que está sendo chamado de “Covid-19 prolongada” pode causar duas formas de alopecia, a androgenética e a areata. A primeira é conhecida como a popular calvície, já a segunda é a “pelada” – afeta o corpo além da cabeça, como barba e sobrancelhas, por exemplo. Uma característica marcante da alopecia areata é a queda em formas arredondadas ou ovais.

A alopecia pode afetar tanto homens quanto mulheres e, quando ligada ao coronavírus, independe da idade. Como é multifatorial e costuma se prolongar por anos, não é possível saber quanto tempo os pacientes com esse quadro “combinado” vão sofrer desse problema.

Se forem identificadas doenças prévias ou alguma alteração anterior à infecção, o couro cabeludo pode ficar bastante aparente quando entra o fator Covid. Nesses casos, a recuperação dos fios é mais difícil. Todavia, a boa notícia é que não há indicativos de que a o tratamento seja diferente daquele realizado normalmente para o eflúvio telógeno e a alopecia.

Qual o tratamento para a queda de cabelo por Covid?

Primeiramente, é importante procurar o médico especialista para fazer uma avaliação do caso. O profissional fará o diagnóstico correto do problema e vai prescrever o tratamento individualizado do paciente. Nunca, em hipótese alguma, se automedique, pois o remédio errado pode trazer riscos à sua saúde a ainda afetar a sua aparência.

O histórico do paciente e a dimensão da queda de cabelo são fatores que afetam o tratamento. Se for leve e num período mais curto, a recuperação deve ocorrer de forma espontânea pelo próprio organismo. Porém, se for caso de perda mais significativa, requer muita atenção.

Em ambas as situações, é possível reverter o cenário e melhorar a saúde dos fios. Aqui na Clínica Dra. Sheila Matielo, contamos com um Gerenciamento Capilar completo.

Fortalecimento de Fios

Combate e atenua o enfraquecimento, cuida da saúde capilar e estimula o crescimento dos fios, minimizando os efeitos da alopecia. O Fortalecimento de Fios combina diferentes técnicas para tratar cada caso, como o Plasma Rico em Plaquetas (PRP), laser, intradermoterapia e microagulhamento.

Mesoterapia Capilar

Técnica que trata a queda crônica com a aplicação de substâncias específicas no couro cabeludo. A Mesoterapia Capilar injeta ativos capazes de melhorar a circulação sanguínea e estimular o crescimento nos cabelos.

Transplante Capilar FUE

Retira os fios da área doadora do paciente e reimplanta, individualmente, nos folículos, sem cicatriz linear, eliminando os sinais de alopecia. O Transplante FUE deixa um resultado natural e permanente, sem chance de rejeição pelo organismo.

Confira no vídeo da Dra. Sheila Matielo mais alguns detalhes sobre a alopecia e como é feito o seu tratamento!

Nossa bio

icone-menor-dra-sheila-matielo

A Dra. Sheila Matielo (CRM 28.882) é graduada em Medicina pela Universidade de Passo Fundo (UFP) com especialização em Nutrologia e Medicina Estética, e com pós-graduação em Dermatologia. ?‍⚕

Assine a Newsletter

Nossas Tecnologias Nossas Tecnologias

Desfrute a beleza de bem-estar

Tratamentos e protocolos específicos para a saúde da sua pele.

Topo
Open chat